Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

23/07/2009
Ministério envia 15 mil tratamentos da nova gripe para o Rio Grande do Sul


O Ministério da Saúde enviou à Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul 15 mil tratamentos contra Influenza A (H1N1) na tarde de quarta-feira, dia 22. O estado é o primeiro a receber tratamentos do lote de 50 mil que chegou no dia 21 nos depósitos do governo federal. Os medicamentos serão encaminhados aos 11 hospitais de referência do estado para o atendimento de pacientes com a nova gripe. Também serão enviados insumos para o estado da Bahia. \r\n\r\nO Ministério já entrou em contato também com Secretarias de Saúde dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais que, depois do Sul, somam maior número de casos. Cada um vai receber 5 mil tratamentos em até 48h. “Os tratamentos são encaminhados conforme a necessidade apresentada por cada estado”, explica o diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage. \r\n\r\nAlém dos tratamentos entregues ontem ao MS, uma segunda remessa de 50 mil chegará até o dia 15 de agosto. E outros 750 mil, até o dia 30 de setembro. O Laboratório de Farmanguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Friocruz – RJ), está produzindo 150 mil tratamentos, que estarão disponíveis para uso a partir do fim do mês. Ao todo, o Ministério distribuirá um milhão de tratamentos aos 68 hospitais referência de todo o país no atendimento da doença. \r\n\r\nO Ministério da Saúde investiu, até o momento, mais de R$ 163 milhões na aquisição de matéria-prima, na infraestrutura e em medicamentos – R$ 87 milhões na compra, em 2006, das 9 toneladas de matéria-prima para fabricação do oseltamivir; R$ 60,5 milhões na compra de tratamentos de um laboratório farmacêutico e R$ 15 milhões na compra de respiradores e monitores. \r\n\r\nTRATAMENTO - Na distribuição, o governo federal envia os medicamentos para cada estado. A Secretaria Estadual indica não só as unidades de referência para atendimento, como amplia o número de hospitais para internação. Além disso, outras unidades são indicadas para atender os casos e usar antiviral, não necessariamente fazer internação.\r\n\r\nCada um dos tratamentos é composto por 10 comprimidos de fosfato de osetalmivir, quantidade indicada para uma pessoa. Conforme o protocolo do MS – que segue as orientações da OMS, o tratamento é indicado apenas para os pacientes com sintomas graves, fatores de risco e profissionais de saúde que trabalham diretamente com os doentes. A remessa distribuída no país deve superar o número de casos graves.

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

18/08/2022
Coren-RS realiza reunião de capacitação com profissionais do Hospital Universitário de Pelotas


16/08/2022
OMS e OPAS divulgam manual sobre manejo clínico para varíola dos macacos: acesse aqui


15/08/2022
Tire suas dúvidas sobre o Piso Salarial da Enfermagem


15/08/2022
Departamento de Fiscalização (Defisc) do Coren-RS participa de capacitação interna


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS