Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

05/05/2015
Pesquisa retrata perfil de 1,6 milhão de profissionais de Enfermagem
Estudo realizado pela Fiocruz por iniciativa do Cofen vai subsidiar políticas para profissão

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) lançarão, nesta quarta-feira (dia 06 de maio), a pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil. Trata-se do maior estudo da América Latina sobre a categoria profissional. Além de inédita, a pesquisa abrange um universo de mais 1,6 milhão de trabalhadores, incluindo enfermeiros, técnicos e auxiliares. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área de saúde no Brasil compõe-se de um contingente de 3,5 milhões de trabalhadores, dos quais cerca de 1,7 milhão de profissionais atuam na enfermagem. O estudo conduzido pela Fiocruz e pelo Cofen aponta desgaste profissional em 66% dos entrevistados e uma forte concentração de profissionais de enfermagem na Região Sudeste (mais da metade das equipes consultadas).

O Perfil da Enfermagem no Brasil apresenta as características da profissão com base nos seguintes aspectos: identificação socioeconômica; formação profissional; acesso à informação técnico-científica; mercado de trabalho; satisfação no trabalho e relacionamento; e participação sociopolítica. Os resultados detalham a situação da enfermagem em âmbito nacional e regional, nas 27 unidades federativas. “Os dados possibilitarão conhecer a realidade dos profissionais de enfermagem do Brasil, visando aprimorar, cada vez mais, os serviços prestados por eles, além de fornecer informações para subsidiar a construção de políticas públicas voltadas para a categoria, o que beneficiará toda a sociedade”, esclareceu a coordenadora-geral do estudo e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Maria Helena Machado.

O estudo inclui desde profissionais no começo da carreira (auxiliares e técnicos que iniciam com 18 anos; enfermeiros, com 22) até os aposentados (pessoas de até 80 anos). “Traçamos o perfil da grande maioria dos trabalhadores que atuam do campo da saúde. Trata-se de uma categoria presente em todos os municípios, fortemente inserida no SUS e com atuação nos setores público, privado, filantrópico e de ensino. Isso demonstra a dimensão da pesquisa, que não contempla apenas os que estão na ativa, mas a corporação como um todo”, comentou a coordenadora. No quesito mercado de trabalho, 59,3% das equipes de enfermagem encontram-se no setor público; 31,8% no privado; 14,6% no filantrópico e 8,2% nas atividades de ensino.

Os resultados da pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil serão divulgados durante as atividades do Mês da Enfermagem. O estudo tem apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS) e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS).

Lançamento da Pesquisa Enfermagem no Brasil

Data
: quarta-feira (dia 06 de maio de 2015)
Horário: a partir das 10h
Local: Hotel Quality (SMAS, trecho 3, conj. 2, bloco A), Brasília (DF)
(a coletiva de imprensa será às 14h)

Fontes: Fiocruz e Cofen

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

08/08/2022
Coren-RS na Área realiza 76 atendimentos em Canoas


05/08/2022
Coren-RS prestigia inauguração do curso técnico de Enfermagem do Senac de Santa Maria


05/08/2022
Coren presente em audiência pública sobre projeto que trata sobre atuação de doulas, em Santa Maria


04/08/2022
Governo sanciona Piso Salarial da Enfermagem, mas com veto sobre reajuste anual


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS