Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

13/02/2008
Enfermagem no Caderno Vestibular do Jornal Zero Hora


Enfermeira de casa
\r\n
Foto: RICARDO DUARTE
\r\n\r\n\r\nNo momento em que a enfermeira Rosmére Lasta bateu à porta da casa de número 357 da Avenida Circular, no bairro Vila Jardim, zona norte de Porto Alegre, Oli Oliveira Nunes, 69 anos, ganhou o dia. Com dificuldades para se locomover em função de três acidentes vasculares cerebrais, ele recebe a visita periódica da equipe do Posto de Saúde Divina Providência, que coloca em prática o Programa de Assistência Domiciliar do Grupo Hospitalar Conceição (GHC).\r\n\r\nO projeto resgata um hábito utilizado até a metade do último século, quando a assistência médica batia de porta em porta, construindo uma relação individualizada com cada paciente.\r\n\r\nA partir de ações como a do GHC, a medicina de família ganhou força em todo o país e hoje se configura em um dos principais campos de atuação na carreira de um enfermeiro. \r\n\r\nNa visita realizada à Oli, que está integrado ao programa há 10 anos, Rosmére, com um grupo multidisciplinar, fez mais do que medir a pressão e verificar se os medicamentos estão sendo tomados corretamente. Ela renovou a sensação de que a assistência está presente no cotidiano da família.\r\n\r\nA dificuldade para falar, resultado das seqüelas impostas pelos AVCs, não impediu que Oli expressasse o sentimento que nutre pelas profissionais.\r\n\r\n- Não tenho dúvidas de que a melhora no meu quadro se deve a elas. É sempre uma alegria recebê-las na minha casa - afirmou enquanto segurava a mão de Rosmére.\r\n\r\nSegundo ela, a equipe tem um controle quase que diário da evolução clínica de Oli, o que possibilita ações específicas, de acordo com a necessidade momentânea.\r\n\r\n- Se na semana passada ele apresentou alguma alteração, vamos reavaliar a alimentação ou os medicamentos. Caso o quadro melhore com o tempo, sabemos que está na hora de darmos novos passos no tratamento. Acredito que esse conhecimento da saúde do paciente faz toda a diferença - avalia.\r\n\r\nA relação entre paciente e enfermeira não fica restrita às visitas domiciliares. Eles têm liberdade para procurar serviços do posto a qualquer momento.\r\n\r\n

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

16/06/2024
NOTA OFICIAL: Projeto de Lei que equipara aborto a homicídio é mais um ataque cruel aos direitos de meninas, mulheres e pessoas que gestam


13/06/2024
Reduzir o piso constitucional da Saúde coloca em risco o SUS


13/06/2024
Equipe de Enfermagem salva paciente que sofria abuso sexual do pai em UTI


12/06/2024
Pesquisa busca mapear a gestão da experiência do paciente em instituições hospitalares no Brasil. Saiba mais!


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS