Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

13/09/2018
Coren-RS participa de mais uma reunião do Comitê de Transmissão Vertical do HIV e Sífilis



O Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren-RS) – representado pela enfermeira fiscal Kenia Ehara – participou na quinta-feira (06/09) de mais uma reunião do Comitê de Transmissão Vertical HIV e Sífilis Congênita, uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre junto a diversas instituições e entidades representativas da saúde.

O objetivo do comitê é prevenir e combater a transmissão vertical - de mãe para filho(a) - do HIV e da sífilis. O Coren-RS participa das reuniões, que são mensais, sendo representado pelas enfermeiras fiscais Kenia e Daiane Agnes, que se intercalam nos encontros.

Porto Alegre tem registrado uma alta alarmante, especialmente no que diz respeito aos casos de sífilis congênita. Conforme dados do Boletim Epidemiológico nº 67 - Novembro de 2017 - Especial Sífilis (acesse clicando aqui) da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde da Capital, de janeiro de 2005 a dezembro de 2016, foram notificados 3.322 casos de sífilis congênita. Apenas em 2016, foram 585 casos, o que corresponde ao maior número da Capital desde 2005.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que gestantes com sífilis possuem 12 vezes mais chances de terem algum evento adverso, mesmo após o tratamento, do que uma paciente soronegativa. Nas gestantes com sífilis não tratada ou tratada inadequadamente, a taxa de abortamento e/ou natimortalidade é de 25%; prematuridade ou baixo peso ao nascer, de 13%; e neomortalidade, de 11%. É fundamental o rastreio com testes na primeira consulta pré-natal e sucessivamente, ao longo da gestação.

É essencial, ainda, a realização do teste no parceiro da gestante. Caso ele não tenha sido tratado com ela, simultaneamente, ou feito o tratamento de forma inadequada, há risco de reinfecção.

Enfermagem é essencial para diagnóstico e tratamento
Nesse contexto, destaca Kenia, a Enfermagem tem papel chave na prevenção e tratamento, especialmente da sífilis. Os(As) profissionais da Enfermagem atuam nas portas de entrada (emergências obstétricas, rede de Atenção Primária e maternidades) das gestantes nos serviços de saúde, devendo estar atentos(as) quanto à coleta dos testes rápidos para HIV/ sífilis. E também, sempre que possível, coletando material para o teste rápido dos parceiros.

O Coren-RS se soma a esse esforço e acredita que um SUS de qualidade, integral, gratuito, com controle social e comprometido com a vida poderá alcançar excelência na proteção à saúde de todos e todas.

Fonte: Assessoria de Comunicação Coren-RS
Jornalista Joanna Ferraz
DRT/RS 12.176

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

29/05/2024
SOS Chuvas: mais de 2,5 mil profissionais de Enfermagem estão desalojados ou desabrigados


28/05/2024
SOS Chuvas: se você teve contato com a água da enchente, fique atento a sintomas da leptospirose e outras doenças


28/05/2024
Abertas as inscrições para o 26º CBCENF


28/05/2024
SOS Chuvas: alerta sobre riscos e prevenção de síndromes respiratórias em abrigos no RS


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS