Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

29/08/2019
Coren-RS participa de audiência pública que alinhou medidas de combate ao feminicídio


O Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren-RS), representado pela enfermeira fiscal Muriel Viegas e Silva, participou nesta quarta-feira (28/08) de audiência pública na Assembleia Legislativa do RS (ALRS) cuja finalidade era articular ações de prevenção e proteção às mulheres. A audiência foi promovida pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da ALRS e organizada pela deputada Sofia Cavedon.

Estavam presentes agentes públicos e policiais, movimentos de mulheres e feministas, grupos LGBT, mulheres com deficiência, das casas de acolhimento e jovens de escolas públicas manifestando apreensão com o aumento de mortes de mulheres por questão de gênero - que é a definição de feminicídio. No Rio Grande do Sul, o feminicídio vem aumentando de forma preocupante: apenas de janeiro a julho deste ano, foram 58 casos.

Cada uma(um) das(dos) participantes teve cinco minutos de fala para apresentar suas ações e sugerir medidas. Teve destaque, durante o debate, a necessidade de estimular o assunto nas escolas, como medida para alertar a juventude e educar contra a violência e o machismo. Outro ponto bastante abordado foi a violência praticada contra as lésbicas e o apagamento estatístico da violência praticada contra essas mulheres, que é o lesbocídio.

Muriel destaca que a audiência foi altamente positiva. “A discussão foi bastante objetiva e produtiva e, de fato, configurou um passo importante para articular ainda mais e melhor as entidades. Foram debatidas ações efetivas de acolhimento e de prevenção da violência contra a mulher”, diz.

A Enfermagem, nesse contexto, exerce um papel fundamental, de acolhimento a vítimas que procuram atendimento nos serviços de saúde. O novo Código de Ética da Enfermagem, que entrou em vigor em abril de 2018 (saiba mais clicando aqui), estabelece que as(os) profissionais de Enfermagem são obrigadas(os) a comunicar aos órgãos de responsabilização criminal as suspeitas de casos de violência doméstica e familiar contra a mulher.

Fonte: Assessoria de Comunicação Coren-RS (com informações da Agência de Notícias ALRS)
Jornalista Joanna Ferraz
DRT/RS 12.176

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

24/09/2021
Coren-RS na Área: confira o calendário de atendimentos descentralizados de outubro de 2021


24/09/2021
Para orientar honorários de serviços de Enfermagem, Cofen cria a URTE


24/09/2021
Enfermeiras(os) fiscais das subseções realizarão atendimento presencial a partir de outubro


24/09/2021
Conselheira do Coren-RS participa de bate-papo com estudantes de curso técnico em Tramandaí


 
 
Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira das 10h às 16h sem fechar ao meio-dia
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS