Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

13/12/2021
Coren-RS recebe Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Intercultural


A Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Intercultural (Conenfsi) do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) esteve em Porto Alegre entre os dias 07 e 10 de dezembro, promovendo debates no Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren-RS). A visita foi motivada, especialmente, pelo pioneirismo do Coren-RS, que foi o primeiro regional do país a implementar e a formar, em 2017, um Grupo Técnico (GT) de Enfrentamento ao Racismo na Enfermagem (leia mais aqui). O enfermeiro Paulo Murilo, coordenador da Conenfsi, destacou que o grupo mapeou quais estados do Sistema Cofen/ Conselhos Regionais (Corens) tinham Grupos de Trabalho ou Câmaras Técnicas que tratam de temas ligados à interculturalidade na Enfermagem. “No Coren-RS encontramos o GT de Enfrentamento ao Racismo na Enfermagem e tivemos uma boa conversa com integrantes deste núcleo”, ressaltou Paulo.

O tema da comissão também foi abordado em live da regional gaúcha, transmitida pelo Facebook (CLIQUE AQUI para acompanhar) e no programa Contraponto, da Rádio Guaíba (confira NESTE LINK), com participação de conselheiras e profissionais da categoria.

A Conenfsi foi criada neste ano e constitui-se em comissão permanente de assessoramento de natureza consultiva, propositiva e orientadora de ações e assuntos relacionados à categoria de Enfermagem. O grupo tem o papel de discutir assuntos pertinentes e que abranjam a profissão com a população indígena, quilombola, cigana, ribeirinha e extrativista, LGBTQIA+, saúde de fronteiras e imigrantes. Com isso, a comissão assessora o Plenário do Cofen na elaboração de estudos e apresentação de ações, propostas e pareceres relativos às questões que dizem respeito às(aos) profissionais de Enfermagem de comunidades tradicionais pelos grupos identificados.

Também integrante do Conenfsi, o enfermeiro Carlos Rinaldo Martins ponderou que o grupo tem pesquisado como que a Enfermagem tem atuado em todos os segmentos, levantando dados referentes a dificuldades, especificidades, perspectivas de futuro e o que pode ser feito para melhorar as condições de atendimento e trabalho. “Somente na saúde indígena, temos 20,8 mil trabalhadores de Enfermagem. São dados como esse que levamos ao Plenário do Cofen para que sejam tomadas as decisões em benefício da categoria que atua nesses segmentos”, explicou.

Para a conselheira do Coren-RS e técnica de Enfermagem Vera Beatriz Rodrigues Soares, ex-integrante do GT de Enfrentamento ao Racismo na Enfermagem, é necessário compreender que a categoria lida com públicos com necessidades específicas. “Diante deste cenário, precisamos estar cientes, enquanto agentes ou protagonistas, do nosso papel no atendimento a diversos públicos”, enfatizou. “Todos os conceitos de excluir os diferentes foram construídos ao longo da história. E nós, profissionais de Enfermagem, temos o poder de transformar isso, a partir de conhecimento, da troca de experiências”, reforçou a conselheira e enfermeira Maria Lúcia Pereira de Oliveira, também ex-membro do GT.

Na live do Coren-RS, além de Rinaldo, da enfermeira Hamyla Trindade (integrante da Conenfsi), Vera e Maria Lúcia, participaram a enfermeira Amanda Werlang, que trouxe a experiência de Canoas no atendimento do Ambulatório T e na capacitação de profissionais, e a acadêmica de Enfermagem Sophie Nouveau Fonseca Guerreiro, ativista trans, que destacou também suas atividades, ressaltando a necessidade de dar mais espaço para a comunidade LGBT e demais públicos. No programa Contraponto, participaram Hamyla, Rinaldo e Maria Lúcia, além da bacharel em Direito e técnica de Enfermagem Rita Limas, trazendo sua experiência na Coordenação da Saúde das Equidades em Canoas.

Visitas à terra indígena e quilombo
No dia 08, membros da Conenfsi, junto com integrantes do GT de Enfrentamento ao Racismo na Enfermagem do Coren-RS, realizaram visitas à aldeia Fag Nhin, do povo Kaingang, na Lomba do Pinheiro, e ao Quilombo Areal, no bairro Menino Deus, ambos em Porto Alegre. Elas(es) conversaram com as pessoas das comunidades e com as(os) profissionais de Enfermagem e saúde desses locais, a fim de trocar experiências e ouvir relatos.

A Conenfsi agradeceu a acolhida de todas(os) no RS e destacou, especialmente, a receptividade da presidente do Coren-RS, enfermeira Rosangela Gomes Schneider.

Fonte: Setor de Comunicação e Eventos – Coren-RS
Jornalista Ronan Dannenberg
DRT/RS 13.181

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

12/08/2022
Fiocruz lança site sobre monkeypox, a varíola dos macacos


12/08/2022
Novo Código de Processo Ético da Enfermagem é publicado pelo Cofen


12/08/2022
Conselheiros ministram palestra a estudantes de curso técnico em Carazinho


11/08/2022
AVISO DE SESSÃO PÚBLICA: contratação de produção de material promocional


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS