Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

08/12/2008
Mulheres atingem meta de vacinação contra rubéola. Homem: Agora só falta você


95,3% da população feminina já se vacinaram. Ministério faz apelo aos jovens de 20 a 29 anos do sexo masculino para se imunizar. Só assim será possível eliminar o vírus \r\n\r\nA participação das mulheres, de jovens e adolescentes de ambos os sexos na Campanha Nacional de Vacinação para a Eliminação da Rubéola atingiu a meta de cobertura esperada. Ao todo, 33,7 milhões (95,3%) de mulheres foram imunizadas contra a doença. Entre o público jovem (homens e mulheres entre 12 e 19 anos), mais de 7,1 milhões (106,6%) nessa faixa etária se vacinaram desde o início da campanha. Porém, os homens a partir dos 20 anos não seguiram o mesmo exemplo. Até as 10h desta quinta-feira, 4 de dezembro, 89,8% foram aos postos de saúde pelo país – o que corresponde a 31,2 milhões da meta de 34,7 milhões. \r\n\r\nAtento à demora da população masculina em cumprir com sua parte, o Ministério da Saúde concentra seus esforços para atingir a cobertura ideal e eliminar a circulação do vírus da rubéola no país. Mais de 64,9 milhões (92,6%) de brasileiros já se vacinaram, mas ainda restam 1,9 milhão de pessoas para que o país alcance a meta de 95%. Agora só falta você é o slogan da fase final dessa grande ação. \r\n\r\nA coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Marília Bulhões, faz apelo aos que ainda não tomaram a vacina: comparecer imediatamente ao posto de saúde mais próximo da sua residência, já que a imunização contra a rubéola é a única forma de garantir a eliminação da doença no país. “A campanha está sendo um sucesso no país inteiro, mas alguns estados e municípios não estão conseguindo acompanhar a meta nacional. Então, homens e mulheres, de 20 a 39 anos, precisam se vacinar”, afirma. Ela reforça que, mesmo com a meta de cobertura atingida pelas mulheres, as que por algum motivo não se vacinaram ou que estavam grávidas no período da campanha, devem ser imunizadas contra a doença. \r\n\r\nOs homens são o principal foco da campanha. Isso porque, dos 8.684 casos de rubéola confirmados no país, em 2007, 70% corresponderam a pacientes do sexo masculino. Se o vírus continuar circulando pelo país, o risco é a transmissão para mulheres grávidas, o que pode causar malformação no feto, e provocar cegueira, surdez, retardo mental ou problemas cardíacos no bebê (conhecida como Síndrome da Rubéola Congênita - SRC).

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

20/01/2022
Confira: agenda de fevereiro dos atendimentos descentralizados do Coren-RS na Área


20/01/2022
Coren-RS na Área divulga agenda do primeiro semestre de 2022: confira!


19/01/2022
Banco de Leite do Hospital Presidente Vargas necessita de doação de leite humano com urgência


18/01/2022
ATENÇÃO: QUEM EMITIU O BOLETO DA ANUIDADE 2022 ATÉ 10/12 TEM ATÉ 31/01 PRA PAGAR COM 24% DE DESCONTO


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS