Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

17/04/2024
Prestes a firmar convênio com os EUA, Cofen já ajudou 3.224 profissionais de Enfermagem vítimas de desastres



ERR também atuou no RS, nas fortes chuvas e enchentes de 2023

O Cofen está em tratativas avançadas para firmar um convênio com o Gabinete de Ajuda Humanitária (BHA) da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), que terá como objetivo oferecer cursos e capacitações aos profissionais de Enfermagem brasileiros, com foco em atuação, coordenação e gestão de desastres. Responsável por dirigir e coordenar ações de assistência a eventos catastróficos em mais de 30 países, o BHA/USAID é referência global na área e detém resultados expressivos ao redor do mundo.

Fato é que as mudanças climáticas estão cada vez mais presentes em nossas vidas. Em todas as regiões do país, as pessoas já conseguem sentir os efeitos do aquecimento global, fortemente caracterizado por estiagens severas ou por tempestades, enchentes e deslizamentos que colocam a vida de comunidades inteiras em risco. Somente em 2024, as chuvas acima da média associadas à falta de infraestrutura das cidades já deixaram um rastro de destruição no Acre, em São Paulo, Espírito Santo e no Rio de Janeiro. Milhares de famílias foram desalojadas e perderam tudo.

Como se não bastassem os desastres naturais, o mundo também vive a iminência de crises de saúde pública, como foi a pandemia da Covid19 e, mais recentemente, o surto de Dengue que atingiu níveis históricos de infecções e mortes. São problemas que afetam a população como um todo e a Enfermagem, de modo mais específico.

Para enfrentar essas situações que estão cada vez mais frequentes, ainda na época da pandemia, o Cofen criou uma Equipe de Resposta Rápida (ERR), com o objetivo de apoiar as ações emergenciais de enfrentamento a crises de saúde pública e também de oferecer ajuda humanitária aos profissionais de Enfermagem atingidos por desastres naturais.  

A ERR está preparada para atuar em situações que demandem o emprego urgente de medidas de prevenção e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública. Além de oferecer apoio emocional aos profissionais da categoria que se encontram em situação de vulnerabilidade e realizar a orientação para isenção ou restituição da anuidade, o time se desloca até o local afetado para realizar a doação de alimentos, produtos de higiene e limpeza, roupas, colchões e outros itens de primeira necessidade. 

Números - Segundo o coordenador do grupo, o enfermeiro Eduardo Fernando de Souza, em 20 missões humanitárias, a ERR prestou ajuda a 3.224 profissionais de Enfermagem nos estados da Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Alagoas, Acre, Espírito Santo, Roraima, São Paulo, Acre, Rio Grande do Sul, Maranhão, Santa Catarina e Paraná. Por esse trabalho, o time já recebeu diversas premiações, inclusive internacionais. O mais importante deles é o prêmio Award The Best, recebido em Buenos Aires, na Argentina, em reconhecimento aos relevantes serviços humanitários prestados pela ERR.

Conforme Eduardo Fernando, a equipe atua sob a doutrina do Sistema de Comando de Incidentes (SCI), protocolo padronizado mundialmente para gestão de grandes emergências. “Fizemos uma adequação para atender aos parâmetros institucionais do Cofen, buscando promover a dignidade das pessoas afetadas, utilizando os nossos melhores recursos, para o maior número de profissionais, no menor tempo possível”, destaca.

A técnica de Enfermagem aposentada Marilene Lucilene Medina foi atingida pelas enchentes no Espírito Santo, recebeu suporte da equipe e conta como foi. “Eu servi à profissão e cuidei dos pacientes com o coração. Agora tenho a grata satisfação de receber essa ajuda, no momento em que mais preciso. Essas doações vão fazer a diferença. Eu agradeço muito e louvo por isso”, declarou emocionada. Assim como ela, 52 profissionais capixabas e 161 familiares receberam apoio da ERR.

Como funciona - Tudo começa por meio do formulário SOS Chuvas, que é disponibilizado pelo Cofen assim que a situação de calamidade pública é identificada. “Por meio desse cadastramento, conseguimos identificar quem são as pessoas que precisam de ajuda, onde elas estão, em que condições se encontram e o que precisam. Com essas informações, dimensionamos a magnitude do evento, realizamos o planejamento do socorro e deslocamos a nossa equipe para o local, com o suporte do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) da jurisdição”, explica a presidente do Cofen, Betânia Santos.

A iniciativa mostra o poder da solidariedade entre colegas de profissão. Com mais de três milhões de membros, a Enfermagem identificou que é possível utilizar o poder desse imenso contingente para não deixar ninguém na mão. “O verdadeiro amigo está disponível quando você mais precisa. Isso não é novidade para nós, quem é da nossa profissão sabe que temos um espírito coletivo muito forte. Portanto, esse projeto expressa a capacidade que temos de nos colocar no lugar do outro, de entender o sofrimento alheio e de oferecer ajuda a quem mais precisa”, pontua a presidente do Cofen.

Fonte: Laércio Tomaz/Ascom Cofen

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

17/05/2024
SOS Chuvas: informações importantes


16/05/2024
PEC que vincula jornada de 30 horas ao Piso da Enfermagem atinge número suficiente de subscrições


16/05/2024
SOS Chuvas: corredor humanitário é ampliado em Porto Alegre e liberado para a Enfermagem trabalhar


16/05/2024
SOS Chuvas: Coren-RS altera, novamente, prazos de processos éticos e administrativos. Saiba mais!


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS