Contato / Chat
LiveZilla Live Help
COREN-RS
Acesso do Profissional

CADASTRE-SE | LEMBRAR SENHA

Acesso à Informação
Página inicial >>> SERVIÇOS >>> Notícias

 versão para impressão

12/04/2010
Hospital Tacchini - COREN-RS afasta pessoas inabilitadas do serviço de Enfermagem


A Fiscalização do Conselho, em mais uma Operação Florence Nightingale realizada nos dias 8 e 9 (quinta e sexta-feira), afastou 42 pessoas do serviço de Enfermagem do Hospital Tacchini, em Bento Gonçalves.

De acordo com o apurado pela equipe de Fiscalização do COREN-RS,  a maioria das pessoas era contratada como auxiliares hospitalares, desde a data da matrícula no Curso Técnico de Enfermagem (do próprio Hospital). Os auxiliares hospitalares desenvolviam todas as atividades pertinentes ao Técnico de Enfermagem, incluindo áreas críticas, como neonatal, hemodiálise, UTI, sem nenhum conhecimento teórico ou prático.

Conforme levantamento feito pela Fiscalização, a supervisão, mencionada pelo hospital ser realizada pelas enfermeiras do Hospital, não ocorria na sua integralidade.

Vale reforçar que a Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, que regulamenta o estágio, é clara:  estagiário não é funcionário; não pode desenvolver ações de enfermagem sem supervisão de professor da escola (no máximo 6 alunos por professor); não pode exceder 4 horas diárias de trabalho; o estágio não pode ser realizado em final de semana ( com exceção de sábado).

Todos os fatos apurados foram devidamente comprovados pelos Enfermeiros Fiscais do COREN-RS. Os 42 funcionários afastados declararam em ata, de próprio punho, o desenvolvimento de suas atividades de técnico de enfermagem, sua carga horária e seu contrato de trabalho.

Diante das irregularidades, e do risco que elas representam para a saúde da comunidade atendida pela instituição, o COREN-RS, além do afastamento dos auxiliares hospitalares dos Serviços de Enfermagem, encaminhou denúncias para a Secretaria Municipal de Saúde; Vigilância Sanitária; Coordenadoria Regional de Educação; Ministério Público de Trabalho de Caxias do Sul e registro de ocorrência pública por exercício ilegal da profissão.

A Enfermeira Responsável Técnica (RT) da Instituição recebeu prazo de 48 horas para recompor os setores com profissionais de Enfermagem. Os RTs do Hospital e da Escola foram convocados para reunião na sede do COREN-RS no próximo dia 15.

Ao afastar 42 pessoas o COREN-RS reafirma que está vigilante na fiscalização dos serviços de Enfermagem, protegendo a saúde da população e a profissão.

“Ser conivente é pior que executar atos que atentem à vida. Nosso dever é denunciar às autoridades, à população que é atendida e à sociedade civil organizada. Estamos preparados para apurar os responsáveis, evitando que atitudes ilegais e imorais se perpetuem. O RS e sua saúde, em especial a enfermagem não compactua com os fatos denunciados”, afirma a presidente do COREN-RS, Dra. Maria da Graça Piva.

Saiba mais

Entrevista do Enfermeiro Fiscal Igor Prestes à RSCOM

Compartilhe esta notícia com outras pessoas:

Outras noticias

20/01/2022
Coren-RS na Área divulga agenda do primeiro semestre de 2022: confira!


19/01/2022
Banco de Leite do Hospital Presidente Vargas necessita de doação de leite humano com urgência


18/01/2022
ATENÇÃO: QUEM EMITIU O BOLETO DA ANUIDADE 2022 ATÉ 10/12 TEM ATÉ 31/01 PRA PAGAR COM 24% DE DESCONTO


18/01/2022
Vitória da enfermagem: 15 serviços de saúde realizam adequações após notificações do Coren-RS


 
 
Atendimento apenas por agendamento prévio. Clique aqui para agendar seu horário.
Av. Plínio Brasil Milano, 1155 - Bairro Higienópolis - Porto Alegre/RS - CEP 90520-002 - Fone (51) 3378.5500
©2016 - COREN-RS - Desenvolvido pela Assessoria de Tecnologia da Informação do COREN-RS